Mulher que pensa ser fiscal de ônibus entra em depressão por causa da greve


A mulher que se diz ser fiscal de ônibus na Av. Frei Serafim, em frente ao colégio CEV não recebeu a notícia da greve dos motorista muito bem. Ao saber que não teria ônibus passando pela manhã ela entrou em desespero, começou a chorar sem parar, e segundo seus familiares, está em depressão.

“Ela se trancou no quarto, não fala com ninguém, não come, e toda hora fica falando de ônibus e xingando os motoristas que entraram em greve”, diz sua filha. Que também fez uma apelo aos motoristas para que eles voltassem a rodar porque ela está desesperada.


Quem não conhece, essa mulher fica todos os dias na parada de ônibus em frente ao colégio CEV dizendo para os motoristas que eles tem que pegar mais três viagens para encerrar. Ela tem certeza que é uma fiscal de ônibus e ainda briga com quem duvida dela. 

As noticias deste blog são fictícias, e o objetivo é fazer humor

Postar um comentário

0 Comentários