Piauí e Maranhão brigam na justiça para reivindicar propriedade do terremoto


Os estados do Piauí e do Maranhão começaram uma briga na justiça para saber onde aconteceu o terremoto que ocorreu hoje pela manhã, já que o tremor pode ser sentido nos dois estados. Essa briga é em função de que um acontecimento inédito como esse, pode entrar para história do estado, e dar visibilidade ao mesmo.

Segundo o Governador do Estado o Piauí Welington Dias, o Piauí não pode deixar de ter a propriedade de uma acontecimento com esse, pois já não acontece nada aqui. “Temos que reivindicar esse terremoto, precisamos entrar para os livros de história e geografia pelo menos uma vez na vida”, diz o Governador

Welington ainda também afirmou que o estado do Maranhão sempre que tomar tudo do Piauí, e que desta vez não vai deixar barato. “Somos estados vizinhos, o Maranhão tem mania de perseguição com nosso estado. Sempre querem nos tomar tudo e nos jogar o que não presta, como fizeram com Timon, mas vamos lutar pelo direito de termos um terremoto na nossa história”, diz o governador.

Já o Governador do Maranhão, Flavio Dino, afirma que não tem o que discutir, e que o terremoto aconteceu lá. “Claro que aconteceu aqui, foi comprovado e não adianta discutir. Esse fenômeno é nosso e pronto acabou”, ressalta. Dino também explicou que só vai lutar na justiça pelo terremoto porque tem certeza que vai ganhar. “Vamos ver na justiça quem ganha essa causa, os juízes sabem que esse terremoto é nosso. O Piauí já nos tomou Timon, querem tomar mais isso? Não vamos permitir”, desabafa.


A primeira audiência está marcada para o próximo mês e os juízes de todo o Brasil estão se mobilizando para participar de mais essa disputa entre o estado do Maranhão e do Piaui.

As notícias deste site são fictícias e objetivo é fazer humor

Postar um comentário

0 Comentários