Strans apreende próprio veículo com suspeita do motorista ser Uber em Teresina



A “tara” da Superintendência Municipal de Trânsito (Strans) por encontrar motoristas do aplicativo Uber em Teresina está tão grande que eles apreenderam na manha de hoje (25/05) um dos seus próprios veículos por terem sido informados por um taxista de que o motorista é um uber.
Segundo o diretor de operações e fiscalização da Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans), as informações partiram de um taxista que preferiu não se identificar. “Se foi um taxista que falou então ele realmente é um uber, não importa se é agente da Strans, ou se estava usando um dos nossos veículos”, diz.
O agente que conduzia o carro diz que não é uber, mesmo tendo uma pessoa no banco de trás e o da frente vazio. “Não sou uber, quem estava no banco de trás era um colega de trabalho, ele não sentou na frente porque o banco da frente estava molhado de café, que eu derramei sem querer, e esse GPS é para eu poder me localizar”, alegou, sem sucesso. O agente foi conduzido para mais esclarecimentos e receberá uma multa da Strans.

As notícias deste site não fictícias e o objetivo é fazer humor 

Postar um comentário

0 Comentários