Bolsonaro quer comemorar o golpe de 64 e nazistas alemães estão com inveja dos brasileiros


O carinha que está sentado na cadeira presidencial, mais conhecido como Jair Bolsonaro, propôs nesta segunda-feira que seja comemorado no dia 31 de março o golpe de 64. Assim, os nazistas alemães começaram a sentir inveja dos brasileiros, já que lá eles são proibidos até de mencionar uma parte obscura da história do seu país, e aqui querem transforma em uma data comemorativa.

"Que inveja eu tenho dos brasileiros, eles vão ganhar uma data comemorativa lá e vão poder homenagear os grandes torturadores e assassinos do seu país. Aqui a gente é preso se falarmos sobre até em uma mesa de bar.. Será se tem como esse Bolsonaro se mudar pra cá e concorrer à presidência?", disse um nazista que preferiu não se identificar.

O problema aqui se agrava mais quando uma boa parcela da população e parlamentares apoiam essa iniciativa com a falácia de que os militares nos livraram de uma ameaça comunista e que só morreu ou foi torturado quem mereceu.

Desculpem a falta de piadas nesse texto, é porque o assunto é tão sério e tão preocupante que eu mal consegui pensar em coisas engraçadas.

As notícias deste site são fictícias e o objetivo é fazer humor   

Postar um comentário

0 Comentários